Buscar
  • Tijolo

Afinal, por que os Direitos Humanos não vingaram no Brasil?

Atualizado: 3 de Mar de 2020



O jornalista Chico Alves, que já foi editor-executivo do jornal O Dia, publicou em seu site pessoal uma entrevista com a socióloga e ex-diretora geral do sistema penitenciário do Rio de Janeiro, entre 1991 e 1994, Julita Lemgruber, dentro de uma série de matérias semanais, denominada “Opção pela barbárie”. A pergunta por trás das reportagens era: “Por que a ideia de Direitos Humanos não vingou no Brasil?”.


Tal indagação, ainda hoje, está por trás do trabalho da Tijolo. O Brasil construiu um senso comum avesso à ideia de Direitos Humanos. Se, nos EUA, Europa e países latino-americanos, a classe média e, de forma mais ampla, a concepção corrente acerca do tema projetam valores positivos no humanismo, em terras brasileiras, ativistas de Direitos Humanos são vistos como “protetores de bandidos” e o bojo de garantias preconizado por seu arcabouço jurídico-principiológico, artimanhas úteis à impunidade.


“Bandido bom é bandido morto”. “Tá com pena? Leva para casa”. “Direitos Humanos para humanos direitos”. Esses e tantos outros bordões povoam o imaginário público no Brasil. Eles refletem a incompreensão da população sobre questões importantes, como a justiça, o devido processo legal e a presunção de inocência. Mais do que isso, indicam que a sociedade brasileira ainda não quitou sua dívida com eventos passados fundantes de sua identidade: a escravidão; a ditadura militar; entre outros.


Por isso, é importante fomentar uma nova visada diante dos Direitos Humanos no Brasil. Nas escolas, os professores são os agentes de promoção dessa transformação. Com a possibilidade de introduzir os princípios humanistas nos conteúdos de classe e no seu dia-a-dia, os docentes estão em posição privilegiada neste projeto. Nas empresas, o ambiente de trabalho pode ser aprimorado, caso os Direitos Humanos sejam acolhidos nas relações de trabalho. Em todos os lugares, o diálogo aberto e acessível se faz necessário. Vamos construir juntos essa nova ideia!


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

© 2020 Desenvolvido por Arpoador Comunicação

ori.png

Parceiros

taloo.png
seligabranca.png
umriobranco.png
logobranca2-transp.png